MAPA DO SITE ACESSIBILIDADE ALTO CONTRASTE
CEFET-MG

NOSS – Projetos

Você está aqui: PesquisaGrupos CNPqNOSS > Projetos

1.Processos de decisão e subjetividade: vida e trabalho com qualidade no TRT-MG

Descrição: O presente projeto decorre de uma ampla investigação denominada Clínica do trabalho: vida e trabalho com qualidade no TRT-MG, cuja intenção é possibilitar a produção de saberes sobre o trabalho, promovendo o diálogo entre trabalhadores, gestores e pesquisadores sobre questões que impactam a qualidade da vida e do trabalho no TRT-MG. Essa pesquisa inscreve-se como uma atividade do NEOP (CEFET-MG), em parceria com o Núcleo de estudos em Políticas Públicas (FaPP/UEMG) e com o Programa de Pesquisa, Ensino e Extensão Conexão de Saberes sobre Trabalho do Núcleo de Estudos sobre Trabalho e Educação (FAE/UFMG), projeto que integra as atividades de cooperação entre a UFMG e o Instituto de Ergologia da Universidade Aix-Marseille França, e nasce da possibilidade de uma parceria com o Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais TRT-MG, para o desenvolvimento de ações que possam ser ofertadas a grupos de trabalhadores como possibilidade de tratamento ao que foi diagnosticado numa pesquisa sobre Qualidade de Vida no Trabalho realizada por pesquisadores da Universidade de Brasília no TRT-MG em 2013. O objetivo principal dessa pesquisa mais ampla é proporcionar aos coletivos de trabalhadores um espaço de fala que possa mobilizar, articular e sistematizar trocas de conhecimentos e experiências sobre o trabalho de modo a compreender e superar algumas dificuldades na produção da vida e do trabalho com qualidade no TRT-MG. Assim, o presente projeto decorre dessa investigação, com o intuito específico de proporcionar aos gestores e trabalhadores conhecimentos e reflexões acerca de seu trabalho e experiências que possam ampará-los nos processos decisórios em geral. Destaca-se aqui a importância da consideração aos aspectos subjetivos e cognitivos ligados a esse fenômeno; a hipótese principal é a de que o processo reflexivo de si e do coletivo de trabalho, juntamente a melhorias na qualidade de vida e trabalho na organização, são elementos fundamentais de apoio aos processos decisórios. Diante do que se apresenta, é objetivo principal do presente projeto: proporcionar aos coletivos de gestores e trabalhadores reflexões e conhecimento de si e do coletivo de trabalho que possam ampará-los e orientá-los na gestão, no trabalho, e de maneira específica, nos processos decisórios. São também objetivos do projeto: contribuir com melhorias na gestão e organização do trabalho; aprofundar teórica e praticamente a compreensão e o uso de metodologias de escuta e intervenção sobre situações concretas de trabalho no setor público; abordar a temática saúde e a qualidade de vida no trabalho numa confrontação permanente entre saberes e valores produzidos pelos trabalhadores/gestores e saberes produzidos no âmbito das pesquisas dos campos de conhecimento envolvidos no projeto; contribuir para a elaboração de estratégias de ação a partir da perspectiva da atividade de trabalho, fornecendo conhecimentos e instrumentos para gestores de políticas públicas intervenham em diversas instâncias de elaboração das políticas de saúde, segurança e qualidade de vida no trabalho em âmbito local e nacional; comunicar os resultados dos trabalhos de pesquisa realizados em eventos científicos, na forma de livros, artigos e outros produtos. Propõe ainda num horizonte mais largo, na aproximação deste órgão público com a Universidade, refinar e aprimorar o olhar de ambos sobre as relações homem/trabalho. A ideia é através dos referenciais teóricos e metodológicos que sustentam o projeto, demonstrar a importância e relevância da construção de alternativas e novas abordagens sobre a compreensão do trabalho (diferenciadas de modelos hegemônicos clássicos constituídos) que possam efetivamente produzir novos olhares sobre a complexidade existente no trabalho e assim ajudar a estabelecer novas estratégias para a construção e manutenção da saúde e qualidade de vida do trabalhador.

Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1).

Integrantes: Fernanda Tarabal Lopes – Coordenador / Liliam Bambirra – Integrante / Ludmila Guimarães – Integrante / Admardo Bonifácio Gomes Júnior – Integrante / Rafael Diogo Pereira – Integrante / Gisele Camilo da Mata – Integrante / Jéssica Nazareno – Integrante / Giselle Reis Brandão – Integrante.

Número de produções C, T & A: 3.

Número de orientações: 1.

Ano de início: 2014

2.Poder nos Estudos Organizacionais: análise dos discursos da gestão e das relações de poder nos processos decisórios sob a ótica foucaultiana

Descrição: A questão do poder nas organizações tem sido abordada de forma implícita ou subjacente a diversas outras temáticas, tais como: autoridade, controle, liderança, coerção, processos decisórios, influência e estratégias (FARIA, 2003). Nesse sentido, tornam-se evidentes a relevância e a abrangência do tema para o campo dos estudos organizacionais. Porém, é importante destacar que, muitas vezes, o conceito de poder tem sido apresentado de maneira pouco clara ou de forma fragmentada, como um elemento marginal a outros temas tradicionais na Administração. A possibilidade de trazer a temática do poder para a arena central do debate oferece novas alternativas para se pensar as organizações e as práticas que lhe são inerentes. Este projeto partirá do pensamento de Michel Foucault, que permite analisar a questão do poder a partir de outro quadro teórico e conceitual. A desnaturalização das instituições e os deslocamentos estratégicos operados por Foucault se apresentam como uma via promissora, pois permitem tomar como ponto de partida as relações de poder estabelecidas e reproduzidas pelos sujeitos, ao invés das fronteiras teóricas impostas ao construto organização . Assim, será possível deslocar a análise das organizações para o nível dos discursos presentes no management, que incutem determinados saberes como verdadeiros, sustentando efeitos específicos de poder. Em suma, o objetivo deste projeto é direcionar uma analítica de inspiração foucaultiana para os discursos da Administração, a fim de evidenciar os efeitos de verdade e as relações de poder engendradas desde sua constituição histórica até os discursos contemporâneos. Do ponto de vista metodológico, buscar-se-á desenvolver um conjunto de princípios para a análise de enunciados, voltados para os discursos sustentados no campo da Administração. O presente projeto assenta sua justificativa precisamente na importância que a lógica da gestão e os discursos que a acompanham assumiram em nossa sociedade. São diversos os autores que sustentam assertivas indicando que a Administração se tornou uma metalinguagem (GAULEJAC, 2007), isto é, que nossa contemporaneidade estaria impregnada pela ideia de que tudo é passível de ser gerido: as empresas, o tempo, os corpos, a família, a saúde, o Estado, etc. Assim, mais do que nunca, é necessário pensar a gestão fora de seus limites habituais, levando à problematização de seus fundamentos, com o intuito de desatrelar sua prática, pesquisa e ensino de uma visão meramente instrumental. A importância dessa discussão não se assenta somente na proposta de trazer bases epistemológicas mais sólidas para a produção acadêmica da área. O que deve ser seriamente considerado são as consequências políticas e sociais decorrentes da visão instrumental que prevalece no campo da Administração.

Alunos envolvidos: Graduação: (1).

Integrantes: Rafael Diogo Pereira – Coordenador / Ludmila de Vasconcelos Guimarães – Integrante / Fernanda Tarabal Lopes – Integrante.

Ano de início: 2014

3.Ressignificação da gestão e seu impacto no processo decisório: Formas alternativas para além da racionalidade instrumental

Descrição: A Revolução Industrial gerou o crescimento do tamanho das empresas, exigindo o envolvimento de pessoas cada vez mais especializadas em determinados aspectos da organização do trabalho. É neste contexto que surgem os princípios de administração e organização do trabalho, supostamente mais efetivos e eficientes que os métodos tradicionais de determinação das atividades profissionais. Por meio da emergência da ocupação do gestor e da administração burocrática, a gestão passa a ser vista a partir do princípio chave do Iluminismo: a busca do controle por meio da aplicação da racionalidade instrumental. (WEBER, 1982). Ainda que esta forma de gerir, ligada à mainstream tenha propiciado a melhoria dos padrões humanos de bem-estar, é preciso considerar que as práticas gerenciais e administrativas racionais, uma vez dissociadas de questões político-sociais e éticas, justificam a construção de campos de exclusão em massa, bem como a alienação do trabalhador (GUERREIRO RAMOS, 1981). Assim, é preciso repensar a gestão. O objetivo desta pesquisa é analisar as diferentes formas de gestão alternativas à mainstream. Para tanto, serão descritas as características das diferentes formas de gestão alternativas encontradas por meio da realização de um estudo de múltiplos casos no Brasil. Como resultados será possível ter a descrição de formas alternativas de gestão e a consolidação dos principais desafios encontrados na realização das formas alternativas.

Alunos envolvidos: Graduação: (2).

Integrantes: Lilian Bambirra de Assis – Coordenador / Fernanda Tarabal Lopes – Integrante / Patrícia Albuquerque – Integrante / Lucas Eduardo Fernandes Teixeira – Integrante / Ludmila de Vasconcelos Guimarães – Integrante / Mariana Martins – Integrante.

Financiador(es): Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Bolsa.

Ano de início: 2013

4. Entrevistas transferenciais: Novas possibilidades para a pesquisa nos Estudos Organizacionais

Descrição: Este projeto tem como objetivo principal compreender como o processo de transferência e contra transferência se configuram na entrevistas realizadas com executivos. Para tanto, se utilizará o referencial psicanalítico para dar suporte teórico a este trabalho além de inserções na psicossociologia e na psicodinâmica. Em relação à metodologia a ser utilizada, buscar-se-á trabalhar com as entrevistas transferenciais idealizadas por Matos (2001). Esta é uma técnica de entrevista fortemente fundada na experiência psicanalítica o que faz jus ao alinhamento teórico proposto. A utilização do arcabouço teórico psicanalítico buscará trazer a epistemologia e os conceitos da psicanálise sob a ótica da compreensão do ser humano, como um ser de desejos e pulsões. A grande contribuição deste trabalho está justamente em propor investigar esses espaços pouco trabalhados pelas ciências sociais aplicadas.

Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2).

Integrantes: Ludmila de Vasconcelos Machado Guimarães – Coordenador / Ana Paula Paes de Paula – Integrante / Fernanda Tarabal – Integrante / Liliam Bambirra de Assis – Integrante / Jéssica Gabriele Mathias do Carmo – Integrante / Mariana Lima Caeiro – Integrante.

Número de orientações: 1.

Ano de início: 2012